segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Escolas Sustentáveis - Relatório de Atividades/2015

O Projeto Escolas Sustentáveis – O futuro está presente! é uma ação coletiva de responsabilidade ambiental e social que busca a capacitação dos educadores e comunidades escolares das escolas públicas e comunitárias para o ensino e aprendizagem contextualizada, eficiente e eficaz da educação ambiental. Através de palestras, oficinas, seminários e cursos possibilita que os educadores, estudantes, Conselhos e comunidades escolares identifiquem os aspectos históricos, culturais, sociais, científicos e econômicos relacionados à educação ambiental e realizem projetos, programas e ações sustentáveis, fortalecendo a responsabilidade ambiental e social coletiva.

Em ação desde 2012 e realizado através de parcerias entre o Centro de Assessoria em Resíduos Sólidos e Educação Ambiental - Cenatec (www.cenatecbrasil.blogspot.com.br), empresas, cooperativas, sindicatos, ONG/Oscip, financiamento comunitário e pessoas físicas que pretendam investir em responsabilidade ambiental e social e as instituições e gestores responsáveis pelo ensino público ou comunitário, é um projeto de aproximação entre a educação ambiental formal e não formal de acordo com os princípios da Política Nacional de Educação Ambiental – Lei 9.795/199 e Decreto 4.281/2002 que estabelecem os princípios, diretrizes e objetivos da Educação Ambiental no Brasil. Também está em sintonia com as diretrizes da Agenda 21, Rio + 20 e Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global que estimulam o desenvolvimento de parcerias entre a sociedade, os setores produtivos e as instituições de ensino.

Em 2015, nossos projetos e atividades foram intensos e variados, com diversas parcerias que possibilitaram a nossa atuação em diferentes contextos, desde universidades, comitês de gerenciamento de recursos hídricos, reuniões com conselhos de educação, associações de municípios, câmaras de vereadores, seminários, oficinas, palestras e contatos com diversos agentes públicos e privados, principalmente da Região do Alto da Serra do Botucaraí, Bacia Hidrográfica do Alto Jacuí e outros municípios do Rio Grande do Sul.

Nossa principal atividade foi o Seminário realizado dia 21 de setembro de 2015 – Dia da Árvore, no Clube Aliança, em Barros Cassal/RS, direcionado aos educadores das escolas municipais de ensino fundamental dos 12 municípios que compõe a Região do Alto da Serra do Botucaraí – Amasbi, no RS. Aproximadamente 300 educadores destes municípios participaram e interagiram, inclusive apresentando as ações desenvolvidas nas suas comunidades escolares, principalmente as relacionadas com a conservação, recuperação e valorização dos recursos hídricos nesta área, especialmente no território de Barros Cassal, muito rica neste e outros recursos naturais. Este seminário foi amplamente divulgado nos meios de comunicação regionais, rádios AM e FM, jornais e revistas.

Nossas parcerias possibilitaram a expansão das atividades e do número de educadores e comunidades escolares beneficiadas, consolidando este projeto como uma referência quanto ao diálogo, colaboração e convergência de ações e atitudes entre a educação ambiental forma e informal e a viabilidade de ações coletivas de responsabilidade socioambiental na educação pública e comunitária.

Foram nossos parceiros, apoiadores e colaboradores em 2015:

Associação dos Municípios do Alto da Serra do Botucaraí – Amasbi; 

Instituto Mundo Verde Econegócios - Fontoura Xavier/RS.

Projeto Verde é Vida – Afubra - Santa Cruz do Sul/RS

RS Coleta e Reciclagem – Barros Cassal/RS.

Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Barros Cassal/RS.

Sindicato Rural de Soledade/RS e Região.

 A programação deste evento regional, elaborada em parceria com a SMEC de Barros Cassal, buscou o equilíbrio entre as informações teóricas, técnicas e as práticas e projetos desenvolvidos nas comunidades escolares, relacionadas principalmente com a valorização, preservação e recuperação da água, com a localização, diagnóstico, limpeza, recuperação, divulgação às comunidades e cuidados necessários com as fontes e riachos formadores das bacias hidrográficas dos rios Caixão e Fão. Este trabalho foi liderado pelo Projeto Verde é Vida, coordenado pedagogicamente pelo professor e biólogo José Leon Macedo Fernandes, com apoio na infraestrutura e apoio logístico da Prefeitura de Barros Cassal/RS.








Seminário Regional Escolas Sustentáveis 2015 em Barros Cassal/RS.

A palestra Educação Ambiental e Representações Sociais, do Coordenador do Projeto Escolas Sustentáveis, Antonio Silvio Hendges, abordou a importância dos educadores conhecerem as ideias, conceitos e atitudes coletivas sobre o meio ambiente nas suas comunidades escolares, desenvolvendo projetos, programas e ações contextualizadas, dialógicas e integradas às realidades específicas e aspectos ambientais reconhecíveis e influenciáveis pelas ações coletivas.
Antonio Silvio Hendges, Coordenador do Projeto Escolas Sustentáveis - O futuro está presente!

O professor Amarildo Ferrari abordou os princípios, objetivos e diretrizes da Política Nacional de Educação Ambiental, enfatizando a importância do diálogo e colaboração entre a educação ambiental formal desenvolvida nos currículos escolares, e não formal responsabilidade da sociedade, empresas, meios de comunicação, sindicatos, ONGs e todos os agentes sociais e econômicos que devem adotar “ações e práticas educativas voltadas à sensibilização da coletividade sobre as questões ambientais e à sua organização e participação na defesa da qualidade do meio ambiente” (Lei 9.795/1999, artigo 13).
 Amarildo Ferrari, Política Nacional de Educação Ambiental - Lei 9.795/1999.

O Diretor do Instituto Mundo Verde - IMV, Jorge Dadalt, em sua palestra Econegócios, Educação Ambiental e Turismo Sustentável enfatizou os aspectos do desenvolvimento econômico e social através da valorização da sustentabilidade e da integração entre a educação ambiental e o empreendedorismo com ênfase na conservação e recuperação dos recursos naturais, inclusive paisagísticos e/ou relacionados com a flora e fauna local e regional. Os cuidados com a água e a viabilidade de projetos coletivos para sua preservação e recuperação dos mananciais também foi abordada pelo Diretor do IMV.
Jorge Dadalt, Diretor do Instituto Mundo Verde, Econegócios, Educação Ambiental e Turismo Sustentável.

A presença do Doutor em Biologia Ambiental pela Universidade de Madri na Espanha, Dr. Waner Sanches Barreto, foi um aspecto muito positivo, pois em seus trabalhos acadêmicos abordou a qualidade das terras desta região, especialmente no município de Barros Cassal, ao desenvolvimento de bovinos para carne e leite, em uma perspectiva de produção orgânica de seus produtos e derivados. Ao final do Seminário, o Dr. Waner Sanches Barreto foi homenageado pelos educadores presentes e recebeu da Secretária de Educação, Srª Aidê Cristina Vargas Nolasco, uma cesta de produtos alimentícios orgânicos produzidos pelos agricultores locais.
Homenagem ao Dr. Waner Sanches Barreto, na foto com a Secretária de Educação de Barros Cassal/RS, Srª. Aidê Cristina Vargas Nolasco.

Muitas outras atividades, palestras, oficinas, pesquisas, visitas e contatos foram realizados pelo Projeto Escolas Sustentáveis em 2015. Em todas destacou-se a necessidade de colaboração entre as instituições públicas, organizações da sociedade, universidades, escolas, empresas e gestores do ensino para a colaboração e o diálogo no desenvolvimento de ações educativas em relação ao meio ambiente, tanto natural como socialmente construído. Na tabela a seguir está um resumo das ações desenvolvidas pelo Projeto Escolas Sustentáveis em 2015: 

DATA
LOCAL
ATIVIDADE
Fevereiro e março/2015
Diversos
Apresentação de projetos e formação de parcerias com empresas, sindicatos, instituições públicas e da sociedade civil.
Abril/2015
Instituto Humanitas -IHU da Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos, São Leopoldo/RS;
Convite do IHU ao Coordenador do Projeto Escolas Sustentáveis, Antonio Silvio Hendges, para debate com a comunidade acadêmica sobre as possibilidades de uma crise hídrica no Rio Grande do Sul nos próximos anos e meios possíveis de evita-la.
Maio/2015
Secretaria Municipal de Educação e Cultura – SMEC de Barros Cassal/RS.
Oficina de capacitação dos educadores de Educação Ambiental, neste município componente curricular específico do 6º ano do Ensino Fundamental com conteúdos teóricos e práticas relacionadas ao lixo, águas, clima, turismo sustentável e educação para o consumo. A introdução da Educação ambiental como componente curricular específico é uma experiência pioneira apoiada pelo Projeto Escolas Sustentáveis.
Maio/2015
Campus Soledade da Universidade de Passo Fundo – UPF.
Convite da UPF e participação na Oficina de Formação de Agentes Dinamizadores nas Áreas de Saúde, Educação e Meio Ambiente, realizada por esta universidade localizada no norte do RS.
Junho, julho e agosto/2015.
Diversos
- Tribuna Livre na Câmara de Vereadores de Barros Cassal/RS;
- Reunião do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Alto Jacuí – Coaju, Ibirubá/RS;
- Reunião dos Secretários e Conselhos Municipais de Educação da Região do Alto da Serra do Botucaraí/RS, Alto Alegre/RS;
- Visitas em todos os 12 municípios e SMEC que compõe a Região do Alto da Serra do Botucaraí/RS.-
Setembro/2015
Barros Cassal/RS
21 de setembro – Dia da Árvore. Seminário regional de capacitação dos educadores em educação ambiental e sustentabilidade nas comunidades escolares urbanas e rurais.
Junho a dezembro/2015
Todo o Brasil
Realização de pesquisa on line sobre os resíduos sólidos, educação ambiental e responsabilidade compartilhada.
Ano de 2015
Diversos
- Entrevistas e participação em rádios, jornais e revistas de todo o Brasil;
- Produção e publicação de artigos sobre educação ambiental, sustentabilidade, gestão ambiental, resíduos sólidos e temas relacionados na imprensa ambientalista nacional;
- Produção e divulgação de vídeos sobre educação ambiental e temas relacionados;
- Participação e divulgação nas redes sociais Linkedin e Facebook, canal no You Tube e blog das ações, projetos e parcerias realizadas.



Oficina de capacitação em Educação Ambiental com os educadores de Ciências da Natureza de Barros Cassal/RS.









A distribuição de sementes de espécies próprias para horticultura é uma das ações compensatórias em relação aos impactos e emissões de carbono causados pelo Projeto Escolas Sustentáveis. Neste sentido, incentivamos diversas ações e atitudes simples, que dialogam e engajam as comunidades escolares, como hortas, jardins e áreas verdes internas e externas às escolas.



Faça você mesmo: mude o mundo!










Destaque importante - A participação do Coordenador do Projeto Escolas Sustentáveis, Antonio Silvio Hendges, como palestrante  no evento IHU Ideias do Instituto Humanitas da Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos realizado no mês de abril merece destaque. Neste evento, a comunidade acadêmica debateu as possibilidades de uma crise hídrica no Rio Grande do Sul, a institucionalização do Plano Estadual de Recursos Hídricos e o fortalecimento dos Comitês de Gerenciamento de Bacias Hidrográficas e Agências de Bacias.

3 comentários:

  1. Parabéns Escolas Sustentáveis! Com certeza essas ações multiplicadas fazem grandes diferenças em prol da sustentabilidade!

    ResponderExcluir
  2. Oi, trabalho com educação ambiental e gostaria de ter o contato de vcs. Meu grupo chama Ecofiltros e produzimos artigos com material de descarte e com um fio ecologico feito com sacos plasticos. (51) 96941714 monic_rosa@hotmail.com poderiamos fazer algumas oficinas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado por seu contato e interesse em nosso projeto. Envie informações para o email: escolasustentavelbrasil@gmail.com

      Avaliaremos com muita atenção as possibilidades e a viabilidade de parcerias e de incluirmos seu projeto em nossas ações.

      Excluir